Porque gatos adoram “amassar pãzinho”
6 de junho de 2019

O que fazer para meu cão me obedecer?

Sem receitas! É preciso construir!

É muito comum as pessoas perguntarem “O que eu faço para…?”

Essa frase geralmente aparece associada a uma ação que o animal NÃO deveria estar fazendo ou um Problema de Comportamento.

E aqui já fica a primeira e mais importante dica desse texto. Fuja da receita de bolo!

Porque gatos adoram amassar pãozinho

Quando falamos de comportamento, não existe um X para o Y que seja infalível.

A resposta para essas questões geralmente resultam em muitas outras perguntas (nossas) até conseguirmos entender bem o que acontece, os fatores que ocasionam ou mantem o comportamento e as respostas que tudo isso irá provocar e só aí conseguiremos pensar na melhor abordagem para o caso que muitas vezes pode começar com treinos, manejos e medidas de bases.

E quer saber por que isso acontece?

Quando pensamos em um treino, ensinar algo novo, ou queremos resolver ou modificar um comportamento indesejado ou seja qual for o objetivo, nós precisamos CONSTRUIR e essa é a mensagem do dia.

O que fazer para meu cão me obedecer?

Precisamos CONSTRUIR muitas coisas, algumas delas podem ser:
  • Comportamentos de Base: que irão facilitar ou até embasar completamente a evolução dos treinos.

  • Comunicação: Sem construir uma comunicação com o animal dificilmente alguma expectativa será alcançada.

  • Habilidades: É preciso desenvolver habilidades nos animais e nos seus tutores, como autocontrole, paciência, feelings e habilidades motoras.

  • Após ter toda essas e outras bases desenvolvidas, precisamos novamente construir uma nova etapa. Precisamos evoluir nossos treinos. Evoluir o treino nada mais é do que deixar os comportamentos que treinamos consistentes o suficiente para que sejam confiáveis em situações reais.

    O que fazer para meu cão me obedecer?

    E como funciona isso na prática?

    Recentemente estava numa aula e tínhamos acabado de fazer nosso primeiro treino de “ficar” e os cães estavam indo muito bem. Esse treino era nossa primeira base, a primeira construção para trabalhar a questão da fuga pela porta que os cães tinham e como falei eles tinham ido MUITO bem.

    Logo na sequência, no intervalo entre um treino e outro, a tutora foi até a escada que dava acesso a porta de saída, falou a palavra “fica” e desceu as escadas em direção a porta na esperança que os cães ficassem, afinal eles tinham acabado de acertar várias vezes. E lógico que os cães erraram e desceram as escadas junto com ela.

    Isso aconteceu porque o condicionamento e o estímulo que a porta representa é muitas vezes mais forte que o treino que tinha acabado de ser feito. O resultado vai além do simples fato de que os cães não atenderam ao comando, eles não só não atenderam como poderiam ter sido reforçados positivamente pelo próprio ambiente por terem saído da posição alcançando o lado de fora.

    Em outras palavras, essa ação precoce constrói, do ponto de vista do animal, que atender o comando de ficar seja pouco interessante e não valha a pena o esforço, pois ao sair e fugir pela porta ele encontraria coisas bem mais legais.

    Sem paciência para CONSTRUIR comportamentos, comunicação e uma relação sólida, nenhum treino atingirá o melhor dos resultados.

    O que fazer para meu cão me obedecer?

    Queremos saber sua opinião. Vamos conversar? Comenta aqui em baixo e vamos nos conhecer melhor. Clicker Club: Criando laços e reforçando relacionamentos.

     

    Victor Vieira
    Victor Vieira
    Comprometido em ser um profissional sempre atualizado, priorizo a busca por conhecimento. A metodologia do adestramento positivo trouxe para o meu trabalho as técnicas e conceitos mais eficazes na educação de animais.

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Do NOT follow this link or you will be banned from the site!
    Enviar via WhatsApp